Perda de peso de peso saudável e a sua manutenção a longo prazo – é possível?

Se já tentou diferentes dietas com restrição calórica, pode identificar-se com um dos seguintes cenários:

  • A dieta resulta e há perda de peso a curto prazo mas é difícil manter a longo prazo devido às restrições alimentares. Assim que deixa este tipo de dieta, volta a ganhar o peso que perdeu e na maioria dos casos até ganha mais;
  • A dieta resulta e há perda de peso mas depois gera uma compulsão alimentar e, mais uma vez, volta a ganhar o peso perdido ou mais;
  • Depois de vários anos a tentar diferentes dietas, atinge um ponto em que não consegue obter os mesmo resultados, como se estagnasse.

Algum destes cenários lhe é familiar? 
Agora, pense sobre o seu padrão de sono, os níveis de stress, a exposição a toxinas (saiba mais aqui http://porto.nordicclinic.com/efeitos-negativos-da-perda-de-peso-rapida/) e o funcionamento do trânsito intestinal – será que foram tidos em conta na elaboração do seu plano para a perda de peso?


Sabia que menos 1 hora de sono em 5 dias da semana já foi associado a menor perda de massa gorda em pessoas que estão numa dieta de restrição calórica?


Com o desenvolvimento económico, a disponibilidade crescente de alimentos a preços acessíveis e muitas vezes pobres do ponto de vista nutricional, a industrialização e etc. que tem vindo a ocorrer, a obesidade também tem vindo a aumentar.


A obesidade é o resultado do balanço energético positivo entre as calorias consumidas e as calorias gastas. Mas será assim tão linear? 


Fatores como a genética, o sono (ou a falta dele), o ambiente intra-uterino, microbiota intestinal e ainda a exposição a disrupotores endócrinos aumentam o risco de obesidade. Sublinhando que a maioria são modificáveis através de mudanças no estilo de vida.
E a obesidade está associada ao desenvolvimento de doenças como:

  • Diabetes tipo 2
  • Hipertensão arterial
  • Dislipidemia
  • Doenças cardiovasculares
  • Infertilidade
  • Certos tipos de cancro
  • Condições respiratórias (por exemplo apneia do sono)
  • Doenças hepáticas 

Um estudo efetuado pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge em 2015 chegou à conclusão de que 38,9% da população adulta entre os 25 e os 74 anos tinha excesso de peso e 28,7% obesidade.


Na Nordic Clinic consideramos que a gestão de peso vai muito mais além de um plano alimentar de restrição calórica e por isso desenvolvemos um plano que vai ao encontro dos objetivos de quem nos procura: Nordic Approach to Weigth Loss . A avaliação, o delineamento de um plano de ação individualizado e o apoio em cada passo desta jornada é garantida pela nossa equipa multidisciplinar:

  • Consulta médica com o Dr. Eduardo Filipe Coelho 
  • Consulta de nutrição com a Dra. Çagla Sen
  • Treino com o Professor Pedro Monteiro

Para mais informações, contacte-nos através de:
info@nordicclinic.pt 
+351 222 081 982

Referências:

  • Hruby, A., & Hu, F. B. (2015). The Epidemiology of Obesity: A Big Picture. PharmacoEconomics, 33(7), 673–689. https://doi.org/10.1007/s40273-014-0243-x
  • Zhao X, Han Q, Gang X, Lv Y, Liu Y, Sun C, Wang G. The Role of Gut Hormones in Diet-Induced Weight Change: A Systematic Review. Horm Metab Res. 2017 Nov;49(11):816-825. doi: 10.1055/s-0043-115646. Epub 2017 Sep 21. PMID: 28934819.
  • Wang X, Sparks JR, Bowyer KP, Youngstedt SD. Influence of sleep restriction on weight loss outcomes associated with caloric restriction. Sleep. 2018 May 1;41(5). doi: 10.1093/sleep/zsy027. PMID: 29438540.
  • Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge

READ MORE ABOUT HEALTH CONDITIONS WE SUPPORT

Copyright © Nordic Clinic 2020